Totem American Bulldogs


Seja bem-vindo, Visitante

Entendendo e comparando rótulos de rações
(1 visualizando) (1) Convidado
Ir para baixo
Postar Resposta
Postar novo Tópico
Página1
TÓPICO: Entendendo e comparando rótulos de rações
#321
Entendendo e comparando rótulos de rações 9 Anos atrás  
* Como analisar os componentes e níveis de garantia mostrados no rótulo de uma determinada ração???

* É verdade que quanto mais proteína melhor??? Ou será que a origem da proteína é tão, ou até mais importante, que a própria quantidade???

* O que realmente é importante de ser analisado???

A idéia dessa mensagem é estimular a discussão e ampliar o conhecimento dessa comunidade sobre esse assunto tão importante. Gostaria de ver a análise de vocês sobre essas rações.



Para tal temos dois rótulos de ração (RaçãoA e RaçãoB).

Ração A (rótulo vermelho) / Ração B (rótulo amarelo)
Entre com o Código aqui   
Nota: Apesar dos botões do BBCode e Smiley não serem mostrados ainda podem ser usados
totem
Be quick or be dead!
Administrator
Mensagens: 903
graph
Usuários Offline Clique aqui para ver o perfil deste usuário
Sexo: Masculino Totem American Bulldogs Localização: Sao Jose dos Campos Aniversário: 10/11
Reply Quote
 
#322
RE:Re: Entendendo e comparando rótulos de rações 9 Anos atrás  
Bom, infelizmente eu não posso comentar sobre a qualidade nem sobre os resultados que estes dois rótulos oferecem: não é a minha praia.

Mas, como leigo que sou (e sou mesmo), eu gostaria de comentar o que eu faço:

Eu nunca criei especificamente uma raça: a experiência que tenho é de ver os meus cães se comportando de uma maneira ou de outra de acordo com o estado de saúde deles, pelagem, movimentação, fazes, urina, etc...

Quando eu adquiri o Baduquinha (agora Baducão e muuuito bonitão não é, Elias e Paulo?) eu comecei com uma ração com alto índice de proteínas mas o cão sempre parecia apático, fezes cheirando muito forte e em grande quantidade sempre.

Eu troquei a ração por uma que continha 34% de proteínas e o cão melhorou em todos os aspectos. Depois de usá-lo bastante como laboratório (coisa não recomendada mas, como sou marinheiro de primeira viagem...) eu tive bons resultados com 22% de proteínas e agora, aos 16 meses e desde os 13 meses, eu uso uma ração com 27% de proteína e vejo um cão com maior definição de musculatura, alegre, disposto e muito ávido para brincar, correr, pular, etc...

Também tenho que admitir que até os 9 meses o AB fica meio desengonçado e isso confunde a interpretação de uma boa ou má ração.

O que faço, também, é complementar a sua alimentação com carne de frango ou de boi. Eu passei a fazer isso depois que o veterinário dos meus cães comentou sobre a forma de fosfato livre que favorece a absorção do cálcio da ração melhor do que o fosfato que consta na ração. Ai o Paulão vai perguntar: mas você não falava tanto da vitamina "D"?
E continuo falando. Mas engenharia de alimentos não é a minha praia...
e, já que não está fazendo mal ao cão e ele está muito bonito fisicamente e demonstra boa saúde, eu não vejo mal algum em continuar fornecendo carne de frango ou de boi na sua alimentação.

E tudo isso sem o cão parecer estar acima do peso. Pelo contrário: eu o pesei no sábado e, aos 16 meses e 64 cm na cernelha, ele pesa 39 Kg.

Quanto a origem da fonte de proteína das rações, o extrato etério e teor de gordura ( se é bom ter 4 ou 16%), ai eu não posso falar nada.
Entre com o Código aqui   
Nota: Apesar dos botões do BBCode e Smiley não serem mostrados ainda podem ser usados
Baduca
Senior Boarder
Mensagens: 43
graphgraph
Usuários Offline Clique aqui para ver o perfil deste usuário
Localização: null
Reply Quote
 
#323
RE:Re: Entendendo e comparando rótulos de rações 9 Anos atrás  
Quanto a origem da fonte de proteína das rações, o extrato etério e teor de gordura ( se é bom ter 4 ou 16%), ai eu não posso falar nada.

QUANTO A ISSO BADUCA, O QUE POSSO TE FALAR É QUE TEMOS QUE TOMAR MUITO CUIDADO COM RAÇÕES COM ALTO NIVEL DE EXTRATO ETERIO, POIS A GORDURA É UMA GRANDE FONTE DE ENERGIA , PRA VC TER UMA IDEIA 1 G DE PROTINA E CARBOIDRATO CONTEM 4 CAL, 1 GRAMA DE GORDURA CONTEM 9 CAL, QUER DIZER MAIS QUE O DOBRO.
ENTÃO SE ADMINISTRARMOS RAÇÕES COM ALTO TEOR DE GORDURA EM CÃES COM POUCA ATIVIDADE FISICA,FATALMENTE SEU CÃO PODERÁ SE TORNAR OBESO.
QUANTO A PROTEINA , PARTICULARMENTE PREFIRO AS DE ORIGEM ANIMAL,E COM PORCENTAGEM ENTRE 24 E 28%
O QUE TEMOS QUE PRESTAR ATENÇÃO TBM É NA UMIDADE, POIS ISSO INFLUENCIA MUITO NA COMPOSIÇÃO FINAL DA RAÇÃO
ABRAÇO
Entre com o Código aqui   
Nota: Apesar dos botões do BBCode e Smiley não serem mostrados ainda podem ser usados
Guest

Reply Quote
 
#325
RE:Re: Entendendo e comparando rótulos de rações 9 Anos atrás  
Beleza Túlio: você é "o cara" para responder estas coisas. Realmente um aumento do teor de gordura não é o que busco para um cão no melhor estilo PET, que é o caso dos meus. Mas tenho que admitir que não reparava muito isso. Não sei se é por cisma de já ter casos na minha casa de cães com problemas de cálcio (falta) eu sempre me preocupei em proporcionar a eles uma boa assimilação do cálcio pelo organismo. Mas foi bom este assunto ter entrado no tópico que nos faz parar de focar uma determinada idéia e observar os outros atenuantes.

O papo tá maneiro.

Valeu.
Entre com o Código aqui   
Nota: Apesar dos botões do BBCode e Smiley não serem mostrados ainda podem ser usados
Baduca
Senior Boarder
Mensagens: 43
graphgraph
Usuários Offline Clique aqui para ver o perfil deste usuário
Localização: null
Reply Quote
 
#326
RE:Re: Entendendo e comparando rótulos de rações 9 Anos atrás  
[font=Arial]Sou meio suspeito em falar pois somos "patrocinados" por uma fábrica de rações Super-Premium, mas vamos lá:[/font]
[font=Arial]Prefiro as rações com maior teor de proteina e estrato etéreo pois consigo os mesmos ou melhores resultados que as rações premium, fornecendo uma menor quantidade diária de ração, ficando mais barato no final do mês o consumo por "cabeça", outra coisa que faço é fornecer apenas ração para filhotes para todos os cães independente de idade, assim um AB com 45 kg come somente 350 a 400g de ração/dia e cães de exposição comem de 400 a 500g.
Dando uma menor quantidade diária da ração, os cães (não só os ABs mas os outros em adestramento) ficam mais ligados e dispostos a trabalhar.
Como o Edu falou também sou paranóico quanto ao cálcio pois tive um Fila Brasileiro que teve problemas sérios de articulação por falta de cálcio.[/font]
Entre com o Código aqui   
Nota: Apesar dos botões do BBCode e Smiley não serem mostrados ainda podem ser usados
Guest

Reply Quote
 
Ir para cima
Postar Resposta
Postar novo Tópico
Página1
 
Joomla 1.5 Templates by Joomlashack